Cisne Negro

Hoje vamos de resenha, pois o dia foi daqueles, cheguei tarde em casa e já faz tempo que esse estou querendo falar sobre esse filme. Infelizmente ele não esta mais em cartaz na Netflix.

Beth MacIntyre (Winona Ryder), a primeira bailarina de uma companhia, está prestes a se aposentar. O posto fica com Nina (Natalie Portman), mas ela possui sérios problemas pessoais, especialmente com sua mãe (Barbara Hershey). Pressionada por Thomas Leroy (Vincent Cassel), um exigente diretor artístico, ela passa a enxergar uma concorrência desleal vindo de suas colegas, em especial Lilly (Mila Kunis). Em meio a tudo isso, busca a perfeição nos ensaios para o maior desafio de sua carreira: interpretar a Rainha Cisne em uma adaptação de "O Lago dos Cisnes".

Consegui ver esse filme antes que ele saísse de cena da Netflix ❤ , eu adoro filmes de dança, mas não curto muito drama, então fiquei protelando para assistir.

Na história do "Lago dos Cisnes", o cisne branco é uma princesa enfeitiçada e para que o feitiço seja quebrado ela precisa do amor de uma príncipe, porém o príncipe é engano pelo cisne negro (irmã gêmea do cisne negro), que é dissimulado, sedutor e acaba seduzindo o príncipe. Depois que descobre o que sua irmã fez o cisne branco fica sem esperanças e se suicida.

O filme mostra a vida de Nina Sayers (Natalie Portman), que é uma bailarina muito aplicada que sonha em conseguir um papel importante na companhia de dança que faz parte.

Nina, vive em um quarto cor de rosa, à sombra de uma mãe opressora, Erica Sayers (Barbara Hershey), que faz tudo por Nina, como se ela ainda fosse uma criança, corta suas unhas, troca sua roupa na hora de dormir.

Nina, não tem privacidade nem na hora de dormir ou tomar banho, já que nunca pode trancar a posta do seu quarto.

A relação das duas é no mínimo estranha demais.

Thomas Leroy (Vincent Cassel) diretor da companhia de dança acaba escolhendo Nina para fazer o tão sonhado papel do Cisne, porém ele quer que a bailarina interprete os dois cisnes. Ele diz que para o papel de Cisne Branco ela é perfeita, mas não sabe se ela será capaz de interpretar o Cisne Negro, ela não tem a sedução dentro ela, não tem paixão, não adianta ela querer ser perfeita, ela tem que aprender a se deixar levar.

Assim, começa a tormenta de Nina, ela procura pelo seu lado obscuro, mas ao mesmo tempo tem medo de se deixar lavar e para piorar a situação tem Lily, (Mila Kunis) uma bailarina que chega de São Francisco e Nina, se sente ameaçada por ela.

Todos esses problemas causam uma forte pressão em Nina, que começa a ter alucinações e se perde no mundo real e imaginário e perde o contato com a realidade.

Não vou falar mais sobre o filme pra não ter spoilers.

Eu achei o filme fantástico, as sequências das apresentações de ballet tem cenas lindas, e tem algumas cenas que as tomadas feita pelas câmeras são rápidas o que trás uma agilidade desconcertante para as cenas, como se estivéssemos dentro da cabeça psicótica da personagem.

A cena da dança do cisne negro é memorável, de uma beleza sem tamanho.

E o final…vai lá assistir pra ver :)

Ficou curioso? Veja uma pedacinho no trailler

print
Filmes assistidos no mês ~Agosto~